unnamedSe tem algo que nós da Kinoene Arts valorizamos é o esforço de qualquer artista que goste de mostrar seu trabalho e que se esforce para que sua arte chegue em cada vez mais pessoas – principalmente quando esses artistas são daqui, do Vale do Paraíba!

Há alguns meses nos tornamos o primeiro ponto de vendas dos quadrinhos violentos e ‘gore’ da editora ESCÓRIA COMIX, e é com muito orgulho que dedicamos este post à lhes informar um pouco mais sobre o autor das revistas e para que conheçam um pouco mais sobre essa editora de quadrinhos independentes daqui de São José dos Campos – mas lembre-se, os títulos à venda são apenas para maiores de 18 anos!

Lodo - A Gangue

Estamos falando de Lobo Ramirez, ilustrador, desenhista, quadrinista e atualmente cursando bacharelado em Artes Visuais pela Universidade Belas Artes em São Paulo. Começou seu trabalho ilustrando capas de CDs e outros materiais de bandas hardcore e metal (como “Mukeka di Rato”, “Violator”, “Orgasmo de Porco” e etc), cartazes para shows, camisetas para a marca “WEIRD” e desenhos para a “Lodo Boards”, marca de skate boards.

Já colaborou com algumas publicações independentes para Revista Prego e Lasca de Quirica (Marcatti). Também é autor do quadrinho “Escrotum” que foi lançado pelo selo “Gordo Seboso” e “Ejaculator” lançado pela “Shupaku Comix” e “Prego Produções”.

Lobo fundou em 2016 a ESCÓRIA COMIX, editora de quadrinhos independentes na cidade de São José dos Campos e carrega consigo o principal objetivo lançar materiais de quadrinistas e artistas autorais com propostas marginais, undergrounds, bizarras, punks e “qualquer coisa que possa ser encaixada como doido demais para estar nas bancas”.

No momento conta com as publicações “Rogéria”, “Rogéria: Minha perna amanheceu podre” com arte de Lobo Ramirez e roteiro de Fabio Mozine (Laja Records), “Tropical Samurai”, e “Lodo, A Gangue”. A Escória Comix é considerada a gangue para quem curte quadrinhos undergrounds!

Rogéria

Portanto, se você já é maior de idade, vale a pena conferir as obras já publicadas pela editora, formada por quem acredita no público alvo e sabe que, por mais que lançamentos de quadrinhos independentes seja difícil sempre terá aqueles que acreditam e alimentam a ideia e o esforço, como nós da Kinoene Arts.